Instalando o Ruby

Você pode usar diversas ferramentas para instalar o Ruby. Esta página descreve como usar os principais sistemas de gerenciamento de pacotes ou ferramentas de terceiros para gerenciar e instalar o Ruby e como compilar o Ruby a partir do código fonte.

Escolha o seu Método de Instalação

Existem diveras maneiras de instalar o Ruby:

  • Quando você está em um sistema operacional baseado em UNIX, utilizar o sistema de gerenciamento de pacotes do seu sistema é a maneira mais fácil de começar. No entanto, geralmente a versão do empacotada do Ruby não é a mais recente.
  • Instaladores podem ser utilizados para instalar uma versão específica do Ruby ou até mesmo várias delas. Também existe um instalador para o Windows.
  • Gerenciadores te ajudam a alternar entre múltiplas instalações do Ruby em seu sistema.
  • E, por fim, você também pode compilar o Ruby a partir do código fonte.

O resumo a seguir lista os métodos de instalação disponíveis para diferentes necessidades e plataformas:

Sistemas de Gerenciamento de Pacotes

Se você não pode compilar o seu próprio Ruby e você não quer usar uma ferramenta de terceiros, você pode usar o gerenciador de pacotes do seu sistema para instalar o Ruby.

Alguns membros da comunidade Ruby sugerem fortemente que você nunca deve usar um gerenciador de pacotes para instalar o Ruby e que você deve usar ferramentas ao invés disso. Embora a lista completa de prós e contras esteja fora do escopo desta página, o principal motivo é que os gerenciadores de pacotes têm versões mais antigas do Ruby em seus repositórios oficiais. Se você gostaria de usar um Ruby mais recente, assegure-se de usar o nome do pacote correto, ou de usar as ferramentas descritas acima ao invés disso.

apt (Debian ou Ubuntu)

O Debian GNU/Linux e o Ubuntu usam o gerenciador de pacotes apt. Você pode utilizá-lo da seguinte forma:

$ sudo apt-get install ruby-full

No momento em que foi escrita esta página, o pacote ruby-full fornecia a versão 2.3.1 do Ruby, que é uma versão estável antiga, tanto no Debian quanto no Ubuntu.

yum (CentOS, Fedora ou RHEL)

O CentOS, o Fedora e o RHEL usam o gerenciador de pacotes yum. Você pode utilizá-lo da seguinte maneira:

$ sudo yum install ruby

A versão instalada geralmente é a versão do Ruby mais recente disponível no momento do lançamento da versão específica da distribuição.

portage (Gentoo)

O Gentoo usa o gerenciador de pacotes portage.

$ sudo emerge dev-lang/ruby

Por padrão, ele tentará instalar as versões 1.9 e 2.0, mas mais versões estão disponíveis. Para instalar uma versão específica, configure RUBY_TARGETS em seu make.conf. Consulte o website do projeto Ruby do Gentoo para mais detalhes.

pacman (Arch Linux)

O Arch Linux utiliza um gerenciador de pacotes chamado pacman. Para obter o Ruby, apenas faça isso:

$ sudo pacman -S ruby

Homebrew (OS X)

No OS X Yosemite e Mavericks, o Ruby 2.0 já está incluso. O OS X Mountain Lion, Lion e Snow Leopard vêm com o Ruby 1.8.7.

Muitas pessoas no OS X usam o Homebrew como gerenciador de pacotes. É muito fácil de obter uma versão mais nova do Ruby usando o Homebrew:

$ brew install ruby

Este comando deve instalar a versão mais recente do Ruby.

Ruby no Solaris e OpenIndiana

O Ruby 1.8.7 está disponível do Solaris 8 até o Solaris 10 no Sunfreeware e o Ruby 1.8.7 está disponível no Blastwave. O Ruby 1.9.2p0 também está disponível no Sunfreeware, mas está desatualizado.

Para instalar o Ruby no OpenIndiana, por favor use o client do Image Packaging System (IPS). Ele instalará os binários mais recentes do Ruby e do RubyGems diretamente a partir do repositório da rede OpenSolaris para o Ruby 1.9. É fácil:

$ pkg install runtime/ruby-18

Da mesma forma, as ferramentas de terceiros são uma excelente maneira de obter as versões mais recentes do Ruby.

Outras Distribuições

Em outros sistemas, você pode pesquisar por Ruby no repositório de pacotes do gerenciador da sua distribuição de Linux, ou as ferramentas de terceiros podem ser a sua escolha certa.

Instaladores

Se a versão do Ruby fornecida com o seu sistema ou gerenciador de pacotes estiver desatualizada, você pode instalar uma mais recentes através de um instalador de terceiros. Alguns deles também permitem que você instale múltiplas versões no mesmo sistema; os gerenciadores associados podem te ajudar a alternar entre diferentes Rubies. Se você planeja utilizar o RVM como um gerenciador de versão, você não precisa de um instalador separado, ele vem com o seu próprio.

ruby-build

O ruby-build é um plugin para o rbenv que permite que você compile e instale diferentes versões do Ruby em diretórios arbitrários. O ruby-build também pode ser usado como um programa por si só, sem o rbenv. Ele está disponível para OS X, Linux e outros sistemas operacionais baseados em UNIX.

ruby-install

O ruby-install permite que você compile e instale diferentes versões do Ruby em diretórios arbitrários. Também tem um colega, que gerencia a alternância entre versões do Ruby. Ele está disponível para OS X, Linux e outros sistemas operacionais baseados em UNIX.

RubyInstaller

Se você está no Windows, existe um ótimo projeto para ajudá-lo a instalar o Ruby: RubyInstaller. Ele te dá tudo o que você precisa para configurar um ambiente de desenvolvimento em Ruby completo no Windows.

Apenas baixe, rode e está pronto!

RailsInstaller e Ruby Stack

Se você está instalando o Ruby para usar o Ruby on Rails, você pode usar os seguintes instaladores:

  • RailsInstaller, que usa o RubyInstaller, mas te dá ferramentas adicionais que ajudam no desenvolvimento com Rails. Suporta o OS X e o Windows.
  • Bitnami Ruby Stack, que fornece um ambiente de desenvolvimento completo para Rails. Suporta OS X, Linux, Windows, máquinas virtuais e imagens na nuvem.

Gerenciadores

Muitos programadores Ruby utilizam gerenciadores para organizar múltiplas versões do Ruby. Eles conferem várias vantagens, mas não são suportados oficialmente. No entanto, suas comunidades são muito prestativas.

chruby

O chruby permite que você alterne entre múltiplos Rubies. O chruby pode gerenciar os Rubies instalados através do ruby-install ou até mesmo compilados a partir do código fonte.

rbenv

O rbenv permite que você gerencie múltiplas instalações do Ruby. Ele não suporta a instalação do Ruby, mas existe um plugin popular chamado ruby-build para isso. Ambas estas ferramentas estão disponíveis para OS X, Linux ou outros sistemas operacionais do tipo UNIX.

RVM (“Ruby Version Manager”)

O RVM permite que você instale e gerencie múltiplas instalações do Ruby em seu sistema. Ele também permite gerenciar diferentes gemsets. Também está disponível para OS X, Linux ou outros sistemas operacionais do tipo UNIX.

uru

O Uru é uma ferramenta de linha de comando leve e multi-plataforma, que te ajuda a usar múltiplas versões do Ruby em sistemas OS X, Linux e Windows.

Compilando a Partir do Código Fonte

É claro, você pode instalar o Ruby a partir do código fonte. Baixe e descompacte o arquivo, e então apenas faça isso:

$ ./configure
$ make
$ sudo make install

Por padrão isso instalará o Ruby em /usr/local. Para alterar, informe a opção --prefix=DIR para o script ./configure.

No entanto, usar as ferramentas de terceiros ou os gerenciadores de pacotes pode ser uma ideia melhor, porque o Ruby instalado não será gerenciado por nenhuma ferramenta.